Portal da CIdade Itaituba

URGENTE

Djaci Ferreira é condenado a mais de 42 anos de prisão

O réu confessou o crime que vitimou Leda, sua filha e sua funcionária

Publicado em 11/05/2022 às 00:41
Atualizado em

Dejaci Ferreira (Foto: Reprodução)

Depois de quase dois dias de Julgamento, o réu Dejaci Ferreira , foi declarado culpado pelo júri popular pelo assassinato de Leda, Hanna e Taynara. O réu foi sentenciado pelo juiz a 42 anos 8 meses e 28 dias de prisão, sendo 14 anos pela morte de Leda Martha, 15 anos e 4 meses pela morte de Hanna Estela e 13 anos e 5 meses pela morte de Taynara Siqueira. Durante o julgamento o réu confessou ter sido contratado pelo advogado e ex marido de Leda, Altair Santos para cometer os crimes.

ENTENDA O CASO

A advogada Leda Martha, a filha Hanna Estela e a funcionária da família, Taynara Siqueira, foram mortas a facadas no dia 22 de fevereiro de 2014 em Itaituba, sudoeste do Pará. Os corpos foram encontrados por volta das 20h. ( informações G1 Pará)

O circuito interno de filmagem do local onde aconteceu o crime registrou o momento em que Dejaci entra antes e sai após o crime da loja. A faca usada para matar as três pessoas foi encontrada em uma lixeira distante uns 60 metros do local.

O ex-marido de Leda, Altair dos Santos, foi apontado pela polícia como o mandante do crime. Ele teve a prisão preventiva decretada dois dias após os assassinatos. Ele teria encomendado a morte da esposa e da própria filha por não ter aceitado a separação.

"Há muitos elementos, muitas evidências, todas que conduzem ao único suspeito de ter mandado e tramado matar a Leda, que é o seu ex-marido Altair, que está preso. Evidente que agora com a prisão do Dejaci, novas provas técnicas serão produzidas", afirmou Jarbas Vasconcelos, presidente da OAB-PA. 

Fonte:

Receba as notícias de Itaituba no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias